domingo, 27 de fevereiro de 2011

O que será de nossas crianças???


Olá caros colegas,

Essa semana em sala de aula proporcionei um momento diferenciado...uma brincadeira com a Vovó Maroca...um fantoche, que minha amiga Jana fez pra mim.
No ano anterior, fiz a mesma coisa e a sala aproveitou bastante o momento...brinquei com eles, contei piadas, enfim foi muito proveitoso e divertido.
Esse ano fiquei muito surpresa e preocupada com as crianças de hoje e com o comportamento delas. No momento em que mostrei dona Maroca e apresentei-a como vovó do Joãozinho algumas das crianças olharam com aquele olhar iluminado e sorriram, outras mesmo gostando daquele momento tiveram a reação bem contrária do que eu esperava. queriam colocar a mão, o que é natural, mas também não deixavam ela falar, pois começaram com alguns insultos como gorda, feia, velha e até de bruxa. Mas o que causou essa reação, me pergunto??? Começou com um aluno e alguns outros repetiam, claro que não foram todos, mas uma meia dúzia.
Foi tão estranho que a Vovó Maroca tentou conversar que merecia respeito, mas eles não paravam. Então guardei-a e conversei com as crianças, disse que tínhamos uma visita com intenção de nos divertimos e deveríamos ter respeito, principalmente por ela ser uma pessoa mais velha e que como ela era a vovó do Joãozinho, como se apresentou, poderia ser a vovó de cada um  alí e perguntei se eles gostariam que alguém desrespeitassem sua avó? Eles disseram que não, então direcionei a pergunta aos agressores
 e eles alegaram que ela não era uma vovó de verdade, então poderia ser insultada. Infelizmente, não consegui entender como uma criança pode pensar assim e como isso vem sido desenvolvido.
Depois que alguns ficaram quietos e pareceram ter entendido, a vovó voltou, mas já estava um tanto quanto chateada e não conseguiu ser tão legal como era pra ser. Mas mesmo assim, não conseguiam ficar quietos para ouvir o que ela falava.
Agora me pergunto... Será esse comportamento que eles tem com alguém da família? Quais os valores que as crianças tem aprendido em casa perante os mais velhos? Quais os valores que as crianças tem construído? Será a escola realmente o lugar de ensinar tudo? Muitos colegas alegaram como a TV como culpada, por ter muita violência com personagens, será? O que me dizem?
Termino com mais uma indagação...Só sei que aquela beleza ...  a inocência das crianças está se partindo. E o que resta a nós educadores?????????????????? 

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Atividades Projeto Arca de Noé



Projeto Arca de Noé

“A Arca de Noé”
 O projeto propõe criar situações de interesse tanto individual quanto coletivo, ressaltando as artes visuais, o movimento, o conhecimento de mundo, o conhecimento de si e do outro, a importância da linguagem escrita, da linguagem oral, valorizando outras áreas do conhecimento: Matemática, Ciências Sociais, Música; além de explorar brincadeiras construtivas.

Justificativa
A escolha da obra A Arca de Noé se deve primordialmente à preferência temática presente na obra, tais como: ludismo, seguido de valores educativos focalizados no cotidiano, centrados na poesia escrita para o leitor infantil. O livro contempla belíssimas poesias escritas por Vinícius de Moraes, que viraram canção na voz dos melhores intérpretes. Ou seja, o título proporciona um estudo amplo: história, leitura, poesia, música e dança. Uma combinação perfeita para trabalhar a construção da escrita e proporcionar a leitura de textos atrativos, (re)construindo conhecimentos.
Público Alvo: 1° ou 2º ano 

Objetivos Gerais:
ü  Explorar leitura e escrita através da poesia;
ü  Entender que poesia e música são obras de arte, uma forma de linguagem;
ü  Desenvolver a capacidade de expressão corporal, criatividade e socialização;
ü  Estimular os alunos a participarem de atividades onde precisam expor seus conhecimentos;
ü  Incentivar a memorizar as poesias;
ü  Desafiar os alunos a buscar conhecimento através da pesquisa;
ü  Instigar a curiosidade;
ü  Envolver os alunos para que contribuam com idéias para o desenvolvimento do projeto.

Procedimentais
ü  Construir coletivamente as combinações de convivência.
ü  Utilizar a leitura e a escrita tanto dirigida quanto espontânea de palavras, letras e frases relacionadas ao poema.
ü  Representar as músicas com auxílio do CD a partir de poemas musicados, mímicas e fantoches.
Observar a audição de diferentes suportes lingüísticos (lendas, contos, fábulas e mitos trabalhados paralelamente).
ü  Confeccionar um varal de textos.
ü  Aplicar atividades lúdicas.
ü  Executar trabalhos com colagens, desenho e pintura.
ü  Desenvolver e experimentar atividades matemáticas (com personagens).
ü  Confeccionar e construir livrinhos com o tema, ressaltando as produções realizadas pelos alunos ao longo do projeto.

Atitudinais
ü  Valorizar e socializar as informações que os alunos possuem acerca do tema.
ü  Interessar-se pela obra, buscando novas informações relacionadas ao tema.
ü  Apreciar as poesias e demonstrar criatividade e raciocínio lógico no reconto das poesias.
ü  Permitir e ampliar o conhecimento sobre o gênero trabalhado.
ü  Valorizar a leitura e a escrita.

Conceituais
ü  Identificar os personagens.
ü  Reconhecer os diversos tipos de animais presentes.
ü  Comentar com ajuda do facilitador que assume papel de agente dinamizador da leitura.
ü  Tirar conclusões e explorar as múltiplas possibilidades que o educando possa oferecer.
ü  Aplicar atividades de caráter lúdico, além de promover a interdisciplinaridade lúdica.
ü  Enumerar as palavras e frases que mais instigaram as crianças.
ü  Narração e descrição dos fatos; pseudoleitura.
ü  Reconto de poesias.
ü  Linguagem escrita: desenho, colagem, pintura, escrita espontânea.

Metodologia e procedimentos

O projeto terá a duração de 1 bimestre, tendo seu início no mês de março e finalização no final de abril. O trabalho será semanalmente e cada poesia será trabalhada em dois da semana, que irá abranger as áreas Português, Matemática, Arte, Ciências e Literatura Infantil.
ü  Leitura das poesias de Vinícius de Moraes reunidas no livro “A Arca de Noé”.
ü  Levantamentos dos conhecimentos prévios, estabelecendo um paralelo entre o conhecimento formal de maneira contextualizada, desafiando o aluno a pensar sobre o vivenciado.
ü  Ler ou contar a história bíblica de Noé e a arca.
ü  Interpretação de diferentes linguagens.
ü  Ampliação do vocabulário oral e escrito.
ü  Registro escrito respeitando o nível de aquisição da escrita.
ü  Construção participativa das combinações de convivência.

Atividades a serem realizadas mediante a leitura das poesias:
ü  Atividades matemáticas.
ü  Atividades de leituras e escrita
ü  Músicas.
ü  Pinturas.
ü  Listagens.
ü  Leituras diversas, promovendo a interdisciplinaridade.
ü  Escrita espontânea.
ü  Colagem.
ü  Informativos dos animais presentes nas poesias.

Produto Final: Será confeccionado um livro reunindo as poesias e os trabalhos realizados.

Materiais didáticos/recursos
CDs.
Tintas.
Xerox

Avaliação
Partindo do pressuposto da necessidade de incentivar nos educandos o apreço pela literatura, a utilização da literatura infantil, aliada a intervenções lúdicas, motiva os alunos a ajudar toda a instituição na realização do projeto. A partir do banco de dados, conhecimentos prévios já adquiridos sintetizam o que seria trabalhado. Dessa forma, classifica-se a avaliação como sendo inclusiva, uma vez que os aspectos qualitativos permeiam todo o trabalho desenvolvido durante o projeto, e, mesmo após a culminância, são respeitadas as competências adquiridas pelos alunos, que continuarão a utilizá-las em outras situações

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Natureza e Sociedade

Trabalhando Tabelas

Texto fatiado Dona Aranha


Depois de trabalhado com a música da Dona Aranha, apresentar as tiras e fazer a leitura de casa linha.
Depois pedir que eles tentem identificar parte por parte, cantando... e colar uma abaixo da outra.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Arte

Lição de Casa

domingo, 13 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Dicas para Reunião de Pais


Esse texto foi retirado da Revista Projetos Escolares de 1° a 5° ano

Dever de casa com Nome próprio


Diagnóstica para primeira semana


Agenda Escolar

Caderno de leitura