segunda-feira, 31 de maio de 2010

Mensagem para Reunião de Pais


Só R$25,00

Um homem chegou em Casa tarde do trabalho, cansado e irritado encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta .

- "Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?"

- "O que é?" - respondeu o homem.
- "Pai, quanto você ganha em uma hora?"

- "Isso não é DA sua conta. Porque você esta perguntando uma coisa dessas?", o homem disse agressivo.

- "Eu só quero saber . Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?"

- "Se você quer saber, eu ganho R$ 50 por hora."
- "Ah..." o menino respondeu, com sua cabeça para baixo.

- "Pai, pode me emprestar R$ 25,00?"
O pai estava furioso, "Essa é a única razão pela qual você me perguntou isso? Pensa que é assim que você pode conseguir algum dinheiro para comprar um brinquedo ou algum outro disparate? Vá direto para o seu quarto e vá para a cama. Pense sobre o quanto você está sendo egoísta", "Eu não trabalho duramente todos OS dias para tais infantilidades."

O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.

O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino.

- Como ele ousa fazer essas perguntas só para ganhar algum dinheiro?

Após cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar.
Talvez houvesse algo que ele realmente precisava comprar com esses R$ 25,00 e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência. O homem foi para a porta do quarto do menino e abriu a porta.

- "Você está dormindo, meu filho?", Ele perguntou.
- "Não pai, estou acordado", respondeu o garoto.
- "Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você a pouco?", afirmou o homem. "Tive um longo dia e acabei descarregando em você. Aqui estão OS R$ 25 que você me pediu."

O menino se levantou sorrindo. "Oh, obrigado pai!" gritou. Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados.

O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a se enfurecer novamente.

O menino lentamente contou o seu dinheiro , em seguida olhou para seu pai.

- "Por que você quer mais dinheiro se você já tinha?" - Gruniu o pai.
- "Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho", respondeu o menino.

- "Papai, eu tenho R$ 50 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, chegue em Casa mais cedo amanhã. Eu gostaria de jantar com você."
O pai foi destroçado...
Ele colocou seus braços em torno de seu filho, e pediu o seu perdão.

É apenas uma pequena lembrança a todos nós que trabalhamos arduamente na vida.
Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que realmente importam para nós, OS que estão perto de nossos corações.
Não se esqueça de compartilhar esses R$ 50 no valor do seu tempo com alguém que você AMA.

Se morrermos amanhã, a empresa para a qual estamos trabalhando, poderá facilmente substituir-nos em questão de horas.

Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas vidas.

domingo, 30 de maio de 2010

Calendário do mês de junho

Agora é só fazer uma tabela abaixo para completar os dias

SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES COPA DO MUNDO DE 2010

SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES

Público Alvo: 2º ano

Justificativa

O futebol é uma das práticas culturais (esportivas) mais difundidas em âmbito nacional que necessita ser alvo de estudos científicos, na medida em que revela uma rede intrincada de significações. O futebol quando competitivo (profissional) visa à extração de um campeão e, conseqüentemente, rotula vencedores e perdedores. Quando inserido no contexto escolar, possui características específicas, sendo também permeadas por tensões, competições, exclusões, inclusões, etc.

O futebol é uma das maiores paixões do povo brasileiro. Neste período de copa do mundo devemos aproveitar esse acontecimento, para enriquecer e dar mais sentido às aulas, conhecer e saber um pouco mais sobre a África do Sul trabalhando também os temas transversais: Pluralidade Cultural, Meio Ambiente, Saúde, Trabalho e Consumo.

Objetivo Geral

Este projeto visa um trabalho interdisciplinar, eventos desse tipo são excelentes temas motivadores para desenvolver os conhecimentos e as competências curriculares, o futebol assumiu um enorme espaço na nossa cultura.

Conhecer as várias etnias e culturas, valorizá-las e respeitá-las. Repudiar a discriminação baseada em diferenças de raça, idade, religião, classe social, nacionalidade e sexo.

Objetivos Específicos

Conhecer, valorizar e divulgar as diversas culturas.

Identificar as danças, músicas, comidas, crenças e roupas tradicionais de cada país.

Conhecer a história das copas.

Identificar cada país e os dias que jogam.

Respeitar e compreender o trabalho coletivo.

Conteúdos e Desenvolvimento

As atividades serão realizadas durante as aulas de maneira interdisciplinar duas vezes por semana.


Temas Transversais:

Ética: Envolver todo o conteúdo no tema PAZ, já que se fala em campeonato mundial, abordar a união dos povos pelo esporte, a necessidade de um trabalho coletivo bem planejado, o respeito entre os envolvidos e com as regras, bem como aceitação de que não se vence sempre... Que temos que aceitar a derrota e dela extrairmos novas estratégias.

Meio ambiente: Observar no meio ambiente as mudanças ocorridas em razão da Copa (pinturas, enfeites em geral) e analisar os aspectos positivos (torcida) e negativos (poluição visual, sujeira) .

Pluralidade cultural: Observar a língua falada em outros países e resgatar alguns usos e costumes de alguns países que nós brasileiros herdamos.

Pode-se pedir que os alunos definam racismo, preconceito e discriminação e criem situações dramatizando esses conceitos para os colegas.

Peça aos seus alunos que tragam fotos de seus ídolos. Monte um mural com essas imagens. Verifique se há negros, orientais e representantes de diversas etnias. Avalie com a turma a porcentagem de ídolos brancos, negros e orientais. Quem tem mais destaque na TV?

Matemática

Jogo bem calculado

São muitos os números envolvidos numa competição: pontos, gols, faltas, impedimentos... A Matemática oferece as ferramentas necessárias para a turma interpretar esses dados, ler tabelas e fazer projeções.


Sugestões de atividades:

· Construção de gráficos para avaliar a evolução dos times

· Identificação de formas geométricas no campo

· Confecção de uma tabela com pontos ganhos, ranking de artilheiros, saldo de gols e outros dados significativos sobre o torneio.

· Criar problemas.

· Quantas vezes o Brasil foi campeão? Significado da palavra Penta (bem como tetra, tri, bicampeão).

· Quantidade de jogadores num jogo de futebol. Os reservas da seleção (função)

Língua Portuguesa

Papo mais coerente

Poucos assuntos provocam tantas discussões acaloradas como o futebol. O domínio da língua portuguesa ajuda a construir argumentos coerentes e a expressar as idéias com mais clareza e confiança.

Sugestões de atividades:

· O Hino Nacional - A letra do hino enfatizando as palavras que as pessoas mais erram; pesquisa no dicionário do significado das palavras mais difíceis.

· Organização de Listas de nomes comuns no futebol, de nomes próprios (nome dos jogadores, técnico, países, times, juiz e demais personalidades do futebol na Copa).

· Leitura de noticiários diários – textos jornalísticos, revistas, livros; leitura do texto: Jogo de bola (Cecília Meireles).

· Leitura, análise, montagem das regras do futebol.

· Criar slogans e músicas para os jogos.

· Relatório/resenha dos jogos

· Jornal-mural

História

Lances do passado

No Brasil, o futebol é mais que um esporte. É uma manifestação cultural - com uma história. Investigar suas raízes e transformações é uma forma de ampliar o olhar sobre ele e imprimir-lhe outros significados.

Sugestões de atividades:

· Curiosidades sobre a vida das pessoas do país onde ocorre a Copa. (usos e costumes)

· Acompanhar a agenda da Copa e os jogos do Brasil bem como seus adversários

· Retrospectiva das Copas

· Nacionalidade, etnia e língua falada em diferentes países.

· Mapas e legendas.

· Fotos das Copas como documento histórico. Roupas das diferentes épocas.

· Formas de viver, costumes diferentes (diferenças e semelhanças)

· Como surgiu o futebol? Lendas que o envolvem? A influência indígena na criação desse jogo.

Geografia

O mundo num estádio

Muito antes de se começar a falar em globalização, o esporte ignorava fronteiras. Os conhecimentos geográficos facilitam a interpretação dessas diferentes realidades que, a partir de maio, entrarão em campo.

Sugestões de atividades:

· Pesquisa sobre aspectos físicos, sociais, econômicos e humanos da África do Sul, o país-sede da Copa, para posterior comparação com os mesmos indicados brasileiros.

· Localização no mapa da sede da Copa

· Bandeiras.

· Tipos de moradia em outros países.

Ciências

Sugestões de atividades:

· A saúde: alimentação, prática de esportes, o condicionamento físico, saúde mental, o repouso.

· Clima de outros países. Influência no solo, na alimentação, vestimentas, etc. terremotos e vulcões.

· Reação do corpo em climas diferentes.

· Animais e vegetais característicos em outros países.

· Recursos materiais (semelhanças e diferenças entre os países).

Artes

Explosão de criatividade

Fantasias, bandeirinhas, faixas, cartazes. O Brasil vive um momento de grande criatividade popular. Cabe ao professor estimular a turma a produzir e interpretar as manifestações visuais encontradas nos estádios.

Sugestões de atividades:

· Análise dos mascotes das Copas, que retratam os países-sedes. .

· Interpretação de letras de músicas e gritos de guerra cantados pelas torcidas.

· A Bandeira Brasileira - As bandeiras dos países que estão sediando a Copa - As bandeiras dos demais países

· Música de copas anteriores, músicas que abordam o tema futebol (É Uma Partida de Futebol - Skank), bem como jingles antigos e recentes com o tema futebol·.

· Entoação do hino Nacional Brasileiro

· Criação de grito para torcida

· Conhecimento dos hinos, músicas dos países participantes da Copa.

Avaliação

A avaliação será realizada de maneira contínua, no decorrer das aulas mediante a observação diária do aluno, sua participação em sala de aula, e no desenvolvimento dos alunos em relação aos avanços do uso da linguagem oral. Tendo como principais pontos observados se o aluno:

· A valorização do trabalho em equipe;

· A representação do país no mundo;

· Os diferentes países e suas culturas, respeitando-as;

· O significado do futebol para o mundo, principalmente ao Brasil;

É Uma Partida De Futebol

É Uma Partida De Futebol
Composição: Samuel Rosa E Nando Reis
Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola na rede pra fazer o gol
Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?
A bandeira no estádio é um estandarte
A flâmula pendurada na parede do quarto
O distintivo na camisa do uniforme
Que coisa linda é uma partida de futebol
Posso morrer pelo meu time
Se ele perder, que dor, imenso crime
Posso chorar, se ele não ganhar
Mas se ele ganha, não adianta
Não há garganta que não pare de berrar
A chuteira veste o pé descalço
O tapete da realeza é verde
Olhando para bola eu vejo o sol
Está rolando agora, é uma partida de futebol
O meio-campo é lugar dos craques
Que vão levando o time todo pro ataque
O centroavante, o mais importante
Que emocionante, é uma partida de futebol
O meu goleiro é um homem de elástico
Os dois zagueiros tem a chave do cadeado
Os laterais fecham a defesa
Mas que beleza é uma partida de futebol
Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola na rede pra fazer o gol
Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?
O meio-campo é lugar dos craques
Que vão levando o time todo pro ataque
O centroavante, o mais importante,
Que emocionante é uma partida de futebol !
Utêrêrêrê, utêrêrêrê, utêrêrêrê, utêrêrêrê

Poema – trava língua

Jogo de Bola – Cecília Meireles

A bela bola
Rola:
A bela bola do Raul.
Bola amarela,
A da Arabela.
A do Raul,
Azul.
Rola a amarela
E pula a azul.
A bola é mole,
É mole e rola.
A bola pula.
É bela e pula.
É bela, rola e pula,
É mole, amarela, azul.
A de Raul é de Arabela,
E a de Arabela é de Raul.

Descubra a sombra

Atividade de escrita

Responda no Caça

Lista Copa do Mundo 2

Caça-palavras Copa

Lista Copa do Mundo

Mais Cruzadinha Copa do Mundo

Cruzadinha Copa do Mundo

sábado, 29 de maio de 2010

Caça palavras e escrita de personagens conto

Cinderela

Projeto Conto de Fadas


Público Alvo: 2º ano

Período: 1 Bimestre

Ao longo dos anos, muito vem se falando da importância da formação do leitor, mas pouco se tem feito no sentido de instrumentalizar pais e professores, no que diz respeito ao desenvolvimento do gosto pela leitura. Visto que o ato de ler não visa só a formação acadêmica da criança, mas a sua formação como cidadã, trabalhar com formação do leitor passa inevitavelmente pela leitura de livros, de imagens e do seu cotidiano com seu acervo cultural, que lhe dará visão de mundo.

Desde pequena, a criança escuta histórias narradas por sua mãe, seu pai ou seus familiares mais próximos. Os contos de fadas, as fábulas, as histórias bíblicas, os poemas, as anedotas ou até as histórias inventadas pelos seus pais carregam o poder de encantar e deslumbrar a todos os que os ouvem.

É ouvindo que podemos sentir emoções importantes na vida, como: tristeza, raiva, irritação, medo, alegria, segurança, insegurança, irritação, bem-estar, pavor, tranqüilidade, liberdade, entre muitas outras sensações. Daí a importância de se selecionar livros de literatura infantil que desenvolvam na criança o senso crítico, construindo-se um ser independente, com uma visão de mundo voltada à situação real. De acordo com COELHO, a literatura infantil é responsável pela formação de uma nova mentalidade.

Toda criança que lê e tem acesso a livros tem maior facilidade em aprender e conhecer o mundo; a leitura facilita a compreensão dos conteúdos estabelecidos, traz benefícios para toda a comunidade escolar, pois quanto maior for o entendimento e conhecimento, mais poderá o professor avançar e aguçar a curiosidade dos alunos, para que busquem as suas respostas nos livros, utilizando-os como instrumentos de pesquisa.

JUSTIFICATIVA

A leitura é uma atividade permanente da condição humana, uma habilidade a ser adquirida desde cedo e treinada em várias formas. Lê-se para entender e conhecer, para sonhar, viajar na imaginação, por prazer ou curiosidade; Lê-se para questionar e resolver problemas. O indivíduo que lê participa de forma efetiva na construção e reconstrução da sociedade e de si mesmo, enquanto ser humano na sua totalidade. Na sociedade moderna grande parte das atividades intelectuais e profissionais gira em torno da língua escrita. Vê-se então que o Projeto “Quem conta, reconta... faz de conta“ vem de encontro com o anseio dos alunos em obter o domínio da habilidade de leitura proficiente garantindo o exercício de cidadania, o acesso aos bens culturais e a inclusão social

Através da leitura testamos os nossos valores e experiências com as dos outros. Diante da perspectiva de que a leitura é fundamental no desenvolvimento do ser humano, e que a escola possui um papel importante no desenvolvimento do hábito da leitura, julgou-se relevante o desenvolvimento do presente projeto: “Quem conta, reconta... faz de conta”.

Trabalhando com os contos de fadas, os alunos constroem e reconstroem significados para as histórias e desenvolvem o prazer da leitura.

ATIVIDADE DISPARADORA

Filme Branca de Neve

Discussão sobre os fatos e personagens presentes no filme, para levantamento dos conhecimentos prévios, quanto aos contos de fadas. O filme Branca de Neve é um conto de fada? Que seres fantásticos aparecem no filme? Há castelos? Bruxas? Fadas? Quem salva Branca de Neve? Que outros contos de fada você conhece?

PROBLEMATIZAÇÃO: Sabemos que nem todos os contos de fada têm fadas. Então, por que são chamados assim?

Perguntar aos alunos quais são as suas histórias preferidas, quais eram conhecidas, como ficaram conhecendo... Em seguida falar sobre um dos autores de contos de fadas, os irmãos Grimm e Andersen, e que apesar do tempo passado, as histórias continuam encantando crianças até hoje.

Será discutido entre os alunos, um conto no qual eles farão uma releitura da história. Será realizadas leituras, atividades de escrita, interpretação e discussões, para que o aluno interaja e esteja por dentro dos mínimos detalhes. Dependendo do clássico trabalhado, também assistiremos ao filme.

CONTEÚDOS

Conversas formais e informais

Unidades sonoras da língua, letra, sílaba e palavra.

Estratégias de leitura

Apropriação da base alfabética

Leitura compartilhada de textos narrativos e informativos

Escrita convencional e não convencional

Cada criança tem sua história; eu e minha família.

Elementos naturais e culturais do espaço de vivência.

Registro de quantidades, situações-problemas envolvendo adição e subtração, gráficos e tabelas simples.

Comparação de características e comportamentos entre os seres humanos envolvendo condições do ambiente.

Continuação Projeto Conto de Fadas1

OBJETIVO GERAL

O objetivo deste projeto é desenvolver momentos onde o aluno e seu professor, terão acesso a "belos contos de fadas". Propiciando assim, de forma lúdica e dinâmica, experiências diversificadas, estimulando o gosto pela leitura, enriquecendo a criatividade, o imaginário e o conhecimento.

OBJETIVOS CONCEITUAIS:

· Levá-los a conhecer e compreender os contos de fadas e refletir sobre os componentes que são comuns à maioria dos contos.

Provocar a curiosidade e conseqüentemente, o gosto e o hábito pela leitura. Despertar a criatividade e imaginação.

Fazer com que eles percebam que são capazes de contar, interpretar e reescrever o que foi lido e trabalhado.

Desenvolver no aluno a habilidade e incentivá-lo na produção de textos, para descobrir a função social da leitura e escrita.

Incentivar o trabalho em equipe

Conhecer a vida de escritores de contos infantis como, Hans Christian Andersen e Irmãos Grimm;

Identificar personagens de contos de fadas, como: magos, fadas, duendes, anões, gigantes, etc;

Identificar os contos pela linguagem típica dos mesmos;

Identificar as marcas temporais presentes nos contos;

Identificar letras e palavras conhecidas presentes nos títulos das histórias e nomes de personagens.

OBJETIVOS PROCEDIMENTAIS:

Expressar-se por meio de desenhos, pinturas e colagens;

Desenvolver a linguagem oral;

Ler, ainda que de forma não convencional;

Dramatizar histórias, por meio de expressões orais e dança; Descrever cenários e personagens;

Identificar soluções de conflitos presentes nos contos;

Identificar títulos de histórias conhecidas;

Continuar histórias a partir de um determinado ponto;

Produzir textos, tendo o professor como escriba.