sábado, 29 de maio de 2010

HIPÓTESES DE ESCRITAS


As crianças precisam encontrar respostas satisfatórias para duas perguntas fundamentais:
“ o que a escrita representa?”
“ qual a estrutura do modo de representação da escrita?”

Enquanto não encontra as respostas, vejamos o que elas pensam:


HIPÓTESE PRÉ - SILÁBICA
• não faz diferenciação clara entre o sistema de representação do desenho e o da escrita
• não compreende que a escrita representa a fala, o som das palavras, e não o objeto a que o nome se refere.
• ao começar se dar conta das características formais da escrita, a criança constrói duas hipóteses que vão acompanhá-la por algum tempo durante o processo de alfabetização:
- de que é preciso um número mínimo de letras – entre 2 e 4 para que esteja escrito alguma coisa
- de que é preciso um mínimo de variedades de caracteres para que uma série de letras “ sirva para ler”
• geralmente lê globalmente a sua escrita

HIPÓTESE SILÁBICA
• o que caracteriza a hipótese silábica é a crença de que cada letra representa uma sílaba – a menor unidade sonora
• há alguns tipos de escrita:
- silábica estrita: usa uma letra para cada emissão sonora e pode ou não demonstrar conhecimento sobre o valor sonoro convencional das letras
- escrita silábica que entra em conflito com a hipótese da quantidade mínima de caracteres: para que um conjunto de letras possa ser considerado uma palavra; o que varia de uma palavra para outra é o número de letras tido como mínimo, em geral entre duas e quatro porque com uma única letra “ não serve para ler”
• a hipótese silábica é, ao mesmo tempo, um grande avanço conceitual e uma enorme fonte de conflito cognitivo:
- a contradição entre o controle silábico e a quantidade mínima de letras que uma palavra deve possuir para ser interpretada
- e a contradição entre a interpretação silábica e as escritas produzidas pelos adultos
- alguns conflitos começam a surgir quando as letras podem adquirir valores sonoros (silábicos) relativamente estáveis, o que leva a uma correspondência com o eixo qualitativo: as partes sonoras semelhantes entre as palavras começam a se exprimir por letras semelhantes.

“ESCRITA” SILÁBICO – ALFABÉTICA
• é o momento de transição entre a escrita silábica e a alfabética
• estabelece relação entre a pauta sonora e a escrita, mas ainda oscila entre a correspondência sílaba – letra e fonema – letra
• ora representa a sílaba completa no escrito, ora não.

HIPÓTESE ALFABÉTICA
• estabelece relação entre a pauta sonora e a escrita, e já compreendeu a natureza desta relação
• já descobriu que as letras representam os fonemas e não as sílabas
• descobriu a sílaba no escrito



Síntese de Telma Weisz

0 comentários:

Postar um comentário